Viva Conosco

Música para a alma

Sim, você leu certo, o título desse post é música para a alma, não para os ouvidos. Assim, para eles também, claro, mas apenas como canais de transmissão dos sons para nossa essência.

Já sei, alguns devem estar pensando: “Aff, lá vem a louca de novo!”. Kkkkk… bem, não deixa de ser verdade, pois sou meio louca mesmo. Mas, fica mais um pouquinho, quem sabe o texto de hoje não se revela exatamente aqui que você precisava ler.

plena no mar no caribe - felicidade

A tal música para a alma

Bem, pensei nessa expressão ao mentalizar qual conteúdo iria compartilhar hoje. Estou com algumas séries, filmes e livros para escrever sobre, mas não queria falar sobre essas coisas.

Lembrei que nos últimos tempos, tenho colocado uma playlist que encontrei sem querer no Spotify chamada ‘Indian meditation’ para dormir. Algo para “ninar” o nosso sono…

Composta por 411 melodias, os sons nos embalam e nos “levam longe”. São sons simples, com flautas e sons da natureza (passarinhos, grilos, cigarras, chuva etc.) que conseguem nos inundar de uma profunda paz.

É uma sensação incrível. A música é tão poderosa que até João, que é meio chato para essas coisas, ficou alucinado e agora, toda noite, pede para eu colocar a playlist quando vamos dormir. Rsrsrs…

Você já viveu isso?

Após meditar, tenho refletido bastante sobre tudo que tem acontecido em minha vida neste ano. Como as coisas têm fluído de uma forma que muita gente nem acredita e que, óbvio, me dá medo às vezes. Tipo, nossa tá tudo dando certo, deve dar algo errado daqui a pouco.

É quando escuto essa playlist (e outras, que saí explorando o Spotify todinho). Coloco as músicas, respiro bem fundo e divagar e lembro que a mente pensa, não sente. E que esses medos são truques da mente, estratégias do ego para retornar à antigos padrões e voltar para a “zona de conforto”, o lugar comum. É uma sensação de total preenchimento e satisfação.

Você já viveu isso? Não precisa ser com essas músicas… pode ser com algum clássico, uma mpb, aquele sertanejão bem raíz ou um heavy metal. Mas, você já viveu isso? Se não tiver vivido, é uma experiência que deve buscar… é chocante como um simples som totalmente aleatório consegue fazer com que você retorne ao seu equilíbrio.

Como mencionei no post sobre sentir verdadeiramente as coisas, pessoas e momentos, tire um tempo para sentir você também. Ver o que é bom (ou não) para você.

Obrigada por, mais uma vez, topar ler meus devaneios e espero, de coração, que essa reflexão tenha te impactado positivamente. ❤

autora-diana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s