Reflexões

Tempo Seco


Está seco aí? Está seco lá? Sei lá, não é mesmo? Só sei que aqui em BH está seco. Tipo, MUITO seco. Seja secura por falta de umidade ou seja por falta de humildade.

Sou alérgica, como 90% da população mundial. Por isso, em tempos secos, tudo em mim resseca… Minha pele, meus lábios, minhas narinas, minha garganta, meus ouvidos, simplesmente tudo.

Mas esse tipo de “secura” é relativamente fácil resolver: um bom creme hidrante para o corpo, manteiga de cacau para os lábios, soro fisiológico para narinas e ouvidos e água para completar – a fonte maior de vida.

O que tento não deixar secar dentro de mim é aquele calorzinho, bem lá no coração. Sabe qual é? Aquelas sensações que nos tornam humanos: compaixão, humildade, solidariedade, empatia. Essas. Conhece?

Nossos dias são corridos e, muitas vezes, não pensamos em olhar para o lado e ver que nosso colega/parente/amado precisa da gente. Às vezes ficamos “secos”, como o tempo. E esquecemos que, assim como na previsão metereológica, índices baixo de umidade fazem mal à saúde (nossa e daqueles ao nosso redor).

O mundo está seco, independente da época do ano. É gente “passando a perna” em outras pessoas, é gente que pratica pequenas corrupções diárias, é gente que realmente finge que nada acontece. Parece que só ficamos dentro dos padrões de umidade quando alguma tragédia ocorre: aí o mundo se mobiliza para fazer algo. Por que não fazer isso antes? Por que não ajudar seu vizinho, que é carente e só precisa de alguém para conversar? Ou seu colega de trabalho, que precisa terminar de construir sua casa antes das épocas de chuva?

Assim como tomamos providência com nosso corpo físico quando o tempo está seco, acredito ser importante tomarmos providências para previnir que nosso espírito resseque, murche e perca sua essência.

Por que trouxe esse texto? Bem, percebi que estava começando a ficar com o “tempo seco” dentro de mim. Ouvi alguns relatos que tocariam o coração de qualquer pessoa e não senti nada. Isso não é normal. Não se preocupar com outro ser humano não é normal. Ficar apática frente à uma situação triste, não é normal. Pelo menos, não para mim.

Por isso, comecei a pensar e percebi: meu tempo interno estava secando e muito! E não posso permitir isso. Se todos ficarmos secos, não teremos mais esperança. Temos que mudar isso. Precisa existir esperança, sonhos e amor no mundo, se não, para que estamos no mundo?

Sim, aproveitei esse espaço que é público e íntimo ao mesmo tempo, para desabafar. Expor meus receios sobre o tempo seco e, quem sabe, você alguém também tem os mesmos sentimentos. E, quem sabe, juntos possamos começar a mudar alguma coisa – a regar/molhar/encharcar outros corações.

Gratidão por me ouvir ler.

rainbow heart

P.S. O que é a vida, né? Escrevi esse texto no domingo à noite, inspirada por alguns acontecimentos da semana anterior. Na segunda-feira, o Brasil entra em um retrocesso absurdo, acredito que para o ano de 1800, anunciando a liminar sobre uma suposta “cura”.

Esse tipo de atitude é, simplesmente, mais um exemplo do quanto algumas pessoas estão secas por dentro. Talvez totalmente. O amor é o sentimento/emoção/ação mais pura que existe na natureza e ele não deve pode ser limitado.

Vamos amar mais e odiar menos. O amor é SEMPRE a cura e NUNCA a doença. Vamos regar as pessoas e lembrá-las de que todos nós somos seres humanos.

 

Imagens: arquivo pessoal e Tumblr.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s