ano 2016 · Cinema em Casa · Filmes

Os Melhores Filmes de 2016! (na nossa opinião…)

Então galera, viemos mais uma vez dar nossa humilde opinião sobre as obras cinematográficas lançadas no ano passado.

 

Nossas escolhas foram baseadas puramente em nosso gosto pessoal, por isso, temos certeza de que muita gente vai pirar e nos chamar de loucos! Rsrsrsrs… então, vamos lá!

 

 

Capitão Fantástico

(Nome original: Captain Fantastic)

capitao-fantastico

 

Nem preciso falar o quanto AMAMOS esse filme, não é mesmo? O primeiro post de filme de 2017 foi nossa avaliação dessa maravilha lançada logo no final do ano passado.

 

Por isso, não vou descrever ele por aqui e apenas digo que é um dos melhores filmes que já assistimos em nossa curta existência nesse plano terrestre. Para conferir o que achamos, é só clicar aqui.

 

 

Rogue One: Uma História Star Wars

(Nome original: Rogue One: A Star Wars Story)

Rogue One: A Star Wars Story (Donnie Yen) Ph: Film Frame ©Lucasfilm LFL

 

Não podíamos deixar este de fora! A Lucas Film e a Disney acertaram com esta mega produção.

 

A história narra como a Aliança Rebelde conseguiu os planos da Estrela da Morte e qual era o ponto fraco da arma mortal (destruída por Luke Skywalker em Star Wars: Uma Nova Esperança). Mas uma vez temos uma protagonista feminina forte e decidida, que é acompanhada por companheiros com as mais diversas habilidades e com o mais puro desejo de trazer paz à galáxia.

 

O filme é um “gancho” entre os episódios III e IV da saga original e é envolvente do início ao fim. Além de trazer toda aquela ambientação amada pelos fãs da série, traz elementos clássicos, como um robô inteligente (que para nós foi o melhor personagem), um piloto que tem um pouco de malandragem e um coração bom e pessoas ˜ligadas” à Força.

 

Simplesmente amamos!

 

Resumo:

Ainda criança, Jyn Erso (Felicity Jones) foi afastada de seu pai, Galen (Mads Mikkelsen), devido à exigência do diretor Krennic (Ben Mendelsohn) que ele trabalhasse na construção da arma mais poderosa do Império, a Estrela da Morte. Criada por Saw Gerrera (Forest Whitaker), ela teve que aprender a sobreviver por conta própria ao completar 16 anos. Já adulta, Jyn é resgatada da prisão pela Aliança Rebelde, que deseja ter acesso a uma mensagem enviada por seu pai a Gerrera. Com a promessa de liberdade ao término da missão, ela aceita trabalhar ao lado do capitão Cassian Andor (Diego Luna) e do robô K-2SO.

 

Doutor Estranho

(Nome original: Doctor Strange)

doctor-strange

 

Filmes de super-heróis são figurinhas marcadas para nós. Somos alucinados com este universo e, por isso, sempre que algum é lançado, fazemos questão de assisti-lo no cinema.

 

Após tanta coisa fraquinha lançada neste estilo, lembrando nossa Sessão da Tarde (exemplos: Batman vs. Superman, Esquadrão Suicida) tivemos uma grata surpresa com Dr. Estranho.

 

Este filme narra a história de um médico neurocirurgião, o melhor deste ramo, que sofre um acidente e perde suas “habilidades manuais”, o impedindo de fazer novas cirurgias.

 

Desesperado, sem ter um propósito na vida, Strange procura por soluções alternativas de cura e acaba em Katmandu. Lá, sua vida dá uma reviravolta incrível e ele descobre forças antes nunca vistas.

 

Eu não conhecia o quadrinho, por isso, tudo era muito novo para mim. Mas posso dizer que amei! O João, nem se fala! Saímos bastante animados do cinema! Benedict Cumberbatch, mais uma vez, impressiona com a sua atuação. Além disso, os toques de comédia (ok, forçadas às vezes, eu sei) compõem um clima super divertido.

 

E nós, como fã da, agora cancelada, série Marco Polo, curtimos muito ver o Kublai dando as caras por lá… rsrsrsrs…

 

Dos filmes de heróis, esse foi o que valeu a pena!

 

Obs.: Pelo João, colocaríamos aqui Guerra Civil e Deadpool, mas estes não foram um consenso entre nós. Cito eles aqui apenas em consideração ao meu digníssimo marido.

 

Resumo:

Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) leva uma vida bem sucedida como neurocirurgião. Sua vida muda completamente quando sofre um acidente de carro e fica com as mãos debilitadas. Devido a falhas da medicina tradicional, ele parte para um lugar inesperado em busca de cura e esperança, um misterioso enclave chamado Kamar-Taj, localizado em Katmandu. Lá descobre que o local não é apenas um centro medicinal, mas também a linha de frente contra forças malignas místicas que desejam destruir nossa realidade. Ele passa a treinar e adquire poderes mágicos, mas precisa decidir se vai voltar para sua vida comum ou defender o mundo.

 

Star Trek: Sem Fronteiras

(Nome original: Star Trek Beyond)

star-trek-beyond

 

Outro que não podia ficar fora dessa lista. Desde a série original, até os filmes antigos e a renovação da franquia no cinema, Star Trek foi uma história que nos ganhou. Mas especialmente à mim (apesar do João gostar bastante, ele é mais Star Wars), que me apaixonei por cada personagem da história e comecei a assistir às séries originais (triste que eu estava na quarta temporada de Next Generations, e o Netflix tirou a série do ar… ).

 

Gostei muito desta franquia! A proposta utópica de uma sociedade na qual cada pessoa trabalha em prol da humanidade, sem a necessidade de dinheiro. Um lugar onde todo mundo ajuda todo mundo, o sistema judiciário funciona e as pessoas tendem mais para o bem que para o mal. Uma sociedade tecnologicamente desenvolvida, que busca conhecer outras civilizações e entender o próximo – tudo me encanta! Fiquei tão alucinada que quando o icônico Leonard Nimoy faleceu, chorei igual a uma criancinha. Sei que isso é ridículo, mas me sentia tão próximo dele, que fiquei triste, de verdade, com a sua morte.

 

Ano passado, outro filme da franquia foi lançado, novamente com louvor! Star Trek: Sem Fronteiras, resgata mais uma vez aquela atmosfera tão conhecida da série, as piadas sempre bem vindas e os personagens carismáticos. Triste foi saber que, pouco antes do lançamento deste filme que não é devidamente reconhecido, o ator Anton Yelchin, que interpretou o “russinho”  Chekov (carinhosamente apelidado pelos meus amigos e eu) sofreu um acidente de carro e faleceu.

 

Por isso, ao assistir ao filme, tivemos uma pontada a mais de emoção e sentimento, devido à precoce perda deste ator (ele também é conhecido por interpretar Kyle Reese no Exterminador do Futuro: A Salvação).

 

Gostamos demais deste filme e super indicamos também!

 

Resumo:

Desta vez, Kirk (Chris Pine), Spock (Zachary Quinto) e a tripulação da Enterprise encontram-se no terceiro ano da missão de exploração do espaço prevista para durar cinco anos. Eles recebem um pedido de socorro que acaba os ligando ao maléfico vilão Krall (Idris Elba), um insurgente anti-Frota Estelar interessado em um objeto de posse do líder da nave. A Enterprise é atacada, e eles acabam em um planeta desconhecido, onde o grupo acaba sendo dividido em duplas.

 

Bom pessoal, estes foram os melhores filmes de 2016, na nossa opinião. Tivemos outras “coisas boas” também (Animais Fantásticos e Onde Habitam, Invocação do Mal 2 dentre outros), mas nada muito surpreendente.

 

E aí, o que acharam da nossa seleção? Deixe sua lista de melhores aqui nos comentários e compartilhe conosco suas impressões!

 

*Todos os resumos foram retiradas do Filmow e as imagens do Google.

Um comentário em “Os Melhores Filmes de 2016! (na nossa opinião…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s