Filmes

Vamos cantar?

Já falei aqui de um filme que me encantou: Mesmo se Nada der Certo (Begin Again), do diretor irlandês John Carney. Relembro que o que mais me marco nessa obra foi a trilha musical primorosa.
Hoje comento de mais um filme desse brilhante diretor e que, novamente, me surpreendeu não apenas com atuações brilhantes de atores pouco conhecidos mas também com outra trilha musical fantástica! John Carney é conhecido por trabalhos na televisão irlandesa e que se especializou em filmes independentes e de baixo orçamento. Ele é mais conhecido pelo seu premiado filme, ‘Once‘.
Sing Street‘ se passa em Dublin, Irlanda, na década de 1980. Conor, de 14 anos, é um adolescente igual aos outros. Quando os pais se deparam com algumas dificuldades financeiras, optam por tirá-lo do colégio privado onde sempre estudou e matriculá-lo numa escola pública. A partir desse momento, tudo se altera: em casa, o ambiente torna-se a cada dia mais pesado, com os pais em constante ruptura conjugal; na escola, é gozado pelos colegas e perseguido pelos professores. Mas é também nessa altura que conhece Raphina, uma garota incomum por quem se apaixona irremediavelmente. Para a impressionar, cria uma banda com alguns dos amigos mais próximos. Através das músicas e do seu estilo muito peculiar, este grupo de jovens vai aprender a conquistar corações e a superar os desafios da idade… *
Quando você se depara com esta sinopse já pensa: “Mais um filme clichê de romance adolescente…”. Mas, minha nossa, que surpresa agradável! Envolvente do início ao fim, você cria vínculos com cada personagem: desde Conor – nosso protagonista heróis tentando conquistar sua musa inspiradora, passando exatamente por esta musa, Raphina – uma jovem de aparência rebelde e linda que atrai olhares e fãs por onde passa e que entra de cabeça na iniciativa da banda, chegando “de leve” dos colegas Darren e Eamon – que trazem o toque de humor ideal à trama.
Um roteiro muito bem construído, diálogos inteligentes e uma fotografia que te transporta para o clima e atmosfera de Dublin. Além disso, o diretor casa, com brilhantismo, músicas sucesso dos anos 80 às originais da banda dos rapazes.
Assisti ao filme durante o último encontro com meus amigos, e nem preciso comentar o quanto nos divertimentos com a excelente escolha da noite. Vale MUITO à pena! Agora já coloquei na minha lista de “preciso assistir” o filme de maior destaque do John Carney, Once (Apenas Uma Vez)…
Dica: Assista com uma turma animada e se curta cada ritmo e cada cena!
E se você ficou curioso para saber um pouco mais sobre o longa, segue o trailer:
Mas agora, se você quer só curtir uma boa playlist, cliquei aqui e aproveite a soundtrack no Spotify.
sing-street

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s